Ocorreu nos dias 13 e 14 de junho em São Paulo, no Hotel Grand Mercure, a 1ª Edição do Congresso de Relações Governamentais. O evento teve como objetivo discutir o futuro das relações governamentais no Brasil entre diversos outros temas. Entre os assuntos debatidos, incluiram-se painéis sobre Governança, Compliance a Accountability nas relações público-privado; Panorama político: Desafios dos novos gestores públicos e do novo congresso; Formação de políticas públicas e campanhas em redes sociais e como estruturar uma área de relações governamentais.

O painel que debateu como estruturar a área de Relações Governamentais em empresas foi mediado por Juliana Celuppi, Sócia-administradora do escritório Celuppi Advogados, Diretora Executiva do Radar Governamental e Diretora de Relações Institucionais do IRELGOV. Como mediadora, Juliana discorreu em conjunto com o Arthur Dominique Liacre, Vice-presidente de Public Affairs e Sustentabilidade Brasil da Mosaic, Suelma Rosa, Diretora de Relações Governamentais da Dow e Vice-Presidente do Conselho do IRelGov e Gustavo Carneiro, Coordenador da Frente Parlamentar da Agropecuária. Na discussão, foram debatidos: (i) Perfil profissional e competências demandadas atualmente; (ii) As diferenças entre adaptar uma área ou criá-la do zero; (iii) Os benefícios de ter um departamento atuante; (iv) Escopo de atuação e interfaces com as equipes de regulatório, jurídico, EH&S (segurança, Saúde e Meio Ambiente) e Afins (v) Desenho de modelo de trabalho considerando equipes internas e prestadores de serviços (vi) Diferenças e estruturas para atuação Federal, Estadual e Municipal.

 

O evento teve correalização do Instituto de Relações Governamentais – IRelGov e contou com a participação de diversos especialistas em Relações Governamentais e Institucionais, entre empresas, autoridades, associações e consultorias. Foram discussões, reflexões e provocações sobre a atividade de relações governamentais no Brasil e boas práticas da atividade. Os resultados, tanto de público participante quanto de profundidade e qualidade do conteúdo discutido nos debates, ultrapassaram as expectativas dos organizadores e participantes do evento. Foram dois dias de imersão e conteúdo de alto nível em 13 painéis, 32 painelistas e contou com a participação de quase 200 participantes nos dois dias de Congresso.